terça-feira, 8 de março de 2011

Dia Internacional da Mulher

No dia 8 de Março de 1857, um grupo de operárias de uma fábrica de Nova Iorque entraram em greve. Queria a redução da carga horária de trabalho, porque trabalhavam 16 horas por dia. e recebiam menos de um terço do salário dos homens. As operárias foram fechadas na fábrica, tendo sido depois declarado um incêndio, e aquelas mulheres (cerca de 130) morreram queimadas.Em 1910, numa conferência internacional de mulheres realizada na Dinamarca, foi decidido, em homenagem àquelas mulheres, comemorar o 8 de Março como "Dia Internacional da Mulher". De então para cá o movimento a favor da emancipação da mulher tem tomado forma, tanto em Portugal como no resto do mundo.
Esta é a minha forma de comemorar a data: um poema à Mulher-Mãe


POEMA À VIDA

Fecundo, o ventre da Mulher vibrou
Sentindo em si a seiva vigorosa
Como terra arada em manhã orvalhosa
Como verso começado que o Poeta imaginou

Fecundo, o ventre da Mulher cresceu
Sentindo em si a força do amor
Como trigo ceifado em manhã de calor
Como verso completo que o Poeta escreveu.

Soem cânticos no ar, soem louvores
Aos pés desta Mulher deponham flores
Sorriam crianças que este Mundo tem

Que algum trovador componha uma trova
Que o vento seja arauto desta boa nova
Porque acaba de nascer mais uma Mãe!


                                                           Eugénia Edviges


Um grande xi-coração!

Sem comentários:

Enviar um comentário