quinta-feira, 19 de maio de 2011

O Lugar da Boa Esperança

Escreveu a Turma do 4ºE

Fábio Rodrigues

Pedro Gomes

Miguel Bruno

Bernardo Lameiras

Hugo Miguel

Andreia Vieira

Andreia Cardoso

Michael

Telmo V.



O Diabo Vermelho vivia no deserto e como era muito poderoso fez com que tudo à sua volta fosse muito quente, sem qualquer vegetação.

Era o rei do deserto e ele é que mandava!

O Sapo Cocas, como gostava muito de água, quis transformar o deserto num sítio fresco e agradável. Mas, para isso, precisava dos óculos mágicos, que estavam enterrados no deserto.

Tanto procurou que os encontrou na areia quente.

Ao colocar os óculos no rosto de sapo, ouviu uma voz:

- Como tu me encontraste vou dar-te toda a sabedoria. Quanto ao Diabo Vermelho farei com que se esqueça de tudo e irá para bem longe daqui!

O Sapo Cocas, ao ver que tinha todo o poder, pensou logo em transformar o deserto com a ajuda dos óculos mágicos.

Mais uma vez ouviu uma voz, que lhe disse:

- Diz as palavras mágicas e verás a transformação do deserto!

- Abracadabra! Dentes de cabra! Neste instante o deserto vai ficar refrescante!

Imediatamente, o deserto transformou-se num sítio maravilhoso, cheio de árvores, rios e flores.

O Diabo Vermelho, ao ver um sítio tão bonito, largou a fugir e nunca mais ninguém o viu.

- Que sítio tão lindo! Estou no Lugar da Boa Esperança! – disse o Sapo Cocas.

Bendito e louvado! Está o conto acabado!



Um grande xi-coração

Sem comentários:

Enviar um comentário