sábado, 28 de maio de 2011

O Sábio Sebastião

Escrito pela Turma do 3ºE

Susana

João J.P.

Vanessa MAlexandra

Vasil M.

Cátia Sofia

Tiago Miguel

Solange Isabel

Pedro Fidalgo

Tânia Soraia


Era uma vez um toiro que vivia numa jaula com uma porta muito esquisita.

O toiro era muito bravo e não entrava ninguém pois a porta estava fechada para que ninguém se aproximasse.

Havia um sábio que andava a correr mundo, viajava de terra em terra.

Queria chegar ao Ribatejo pois tinha muita vontade de conhecer um toiro bravo.

O Sábio, que se chamava Sebastião, tinha uma caixa mágica com três mil anos, que lhe dava todo o poder que ele quisesse.

Ao chegar perto da jaula, abre a caixa mágica e tira uma capa vermelha que põe sobre os ombros. Logo, torna-se invisível.

Mas a porta estava trancada e então disse as palavras mágicas:

- Abracadabra! Cabeça de cabra! Abre-te porta para me dar entrada!

A porta abriu-se e o toiro quis atirar-se ao sábio Sebastião. Disse o sábio:

- Abracadabra! Cabeça de Cabra! Eu vou dizer! Tu és bravo, mas vais esquecer!

O toiro ficou manso a olhar para o sábio.

E assim, o sábio ficou muito feliz por estar ao pé de um bicho tão bravo e nada lhe acontecer.

A partir daí os toiros vieram para as praças e começaram a haver toiradas com forcados.

Sem comentários:

Enviar um comentário